Os colaboradores confiam na empresa? Inspire-os com 5 passos

Os colaboradores confiam na empresa? Inspire-os com 5 passos


As pessoas confiam umas nas outras no seio da empresa? Enquanto líder, tem de apostar na comunicação, ao aumentar o envolvimento, potenciar a inovação e melhorar as relações de trabalho. 

Nan Russell  

A liderança enfrenta uma crise de confiança em termos mundiais. A capacidade de confiar por parte do público nas instituições-chave tem registado rombos consecutivos. Tal reflete-se na edição de 2017 do Trust Barometer, realizado pela agência Edelman em 28 países. Considerada a mais ampla análise sobre a confiança da sociedade nas empresas, nas organizações não governamentais (ONG), nos Governos e nos media, a pesquisa aponta um declínio na credibilidade destas instituições em 21 países, a maior já registada desde que o estudo começou a ser feito, em 2012.

A liderança já não se safa com o simples anunciar de iniciativas para ter o rápido alinhamento da equipa ou acalmar os rumores internos, ou ao assumir que a comunicação com apenas um sentido poderá potenciar os resultados. A solução não está em os líderes comunicarem mais, está antes num tipo de comunicação diferente – a que desperta confiança e permite que o ambiente de trabalho seja preenchido, uma vez mais, com paixão, envolvimento e inovação, para que tanto as organizações como as pessoas que nelas trabalham possam prosperar.

Quando os líderes pensam em comunicação, muitos pensam nos métodos pelos quais a informação é partilhada, em vez de no diálogo honesto e na compreensão. A comunicação com elevação é bem-intencionada, altruísta e focada nos outros. Capacita, não inibe. Rompe com o ruído e aumenta a confiança – o que faz com que os funcionários se sintam mais envolvidos – enquanto incentiva a inovação, a produtividade e um melhor trabalho.

A comunicação com elevação vai desde a arte de fazer as perguntas certas à transparência, e baseia-se na autenticidade, compaixão, integridade e intenção. Tendo estes conceitos em mente, apresentamos-lhe cinco formas de elevar a sua comunicação:

1.º Ter uma perspetiva do que interessa aos outros
Ficar acima do ruído e construir confiança envolve comprometer-se e demonstrar que o relacionamento é importante – o que requer ter uma perspetiva para além dos interesses próprios. Se o responsável não sabe o que importa para as pessoas que lidera, com as quais trabalha ou que são importantes para o seu negócio, o que é que isso diz sobre o que elas representam para o mesmo? Ao elevar a comunicação aumenta a confiança nos relacionamentos que são mutuamente benéficos. Afinal, construir confiança é construir relacionamentos.

2.º Aumentar o diálogo com todas as partes envolvidas
Iniciar e manter um diálogo com as pessoas com quem trabalha potencia a confiança. Envolve uma troca consciente, sem segundas intenções/agendas preconcebidas. O diálogo é uma forma de ouvir e contribuir para a sabedoria coletiva, sem julgamento, necessidade de ganhar, ou um desejo de acreditar que tem a resposta. De certa forma, trata-se de pensar em conjunto e, ao fazê-lo, ficar recetivo a novas possibilidades e novas vozes.

3.º Praticar a transparência
No contexto de elevar a comunicação e construir confiança, a transparência não significa saber tudo ou contar tudo. Significa antes criar um ambiente onde as pessoas podem confiar que terão a informação pertinente de que precisam para fazer um ótimo trabalho, tomar decisões informadas, entrar em relacionamentos genuínos, e trabalhar em consonância e com integridade. Está relacionado com fazer o que é certo sem quebrar a confidencialidade ou ter intenções individualistas.

4.º Contribuir com gratidão
A apreciação sincera, específica e pessoal que gera confiança e eleva a comunicação é o oposto do que acontece em muitos grupos de trabalho em que a norma são os prémios quase mecânicos, os programas pré-formatados e as mensagens genéricas. Contribuir com gratidão começa com o reconhecimento – e um “obrigado”: “Obrigado por ter assumido tarefas adicionais durante o congelamento das contratações”; “Obrigado por ter prescindido do seu fim de semana para concluir a proposta”; “Obrigado pelo trabalho excecional a lidar com o problema do cliente”. Não é um programa estabelecido – é uma valorização genuína, sincera e honesta.

5.º Alinhar as palavras com as ações
Este elevar da comunicação diz respeito a e é sobre o líder. O que diz? O que faz? A perceção que as pessoas têm do alinhamento entre o que diz e a forma como atua (palavra-ação), ou seja, a sua integridade comportamental, influencia a forma como o veem: se é de confiança ou não é de confiar. O que o líder diz e o que faz deve estar alinhado de forma a elevar a comunicação. Sem esse alinhamento não pode ficar acima do ruído gerado pelo dia a dia e construir confiança.

Tendo em conta o que acabou de ler, sabe que tipo de confiança inspira na sua equipa? Experimente fazer o survey “Inspira confiança nos outros?”.

05-09-2017

Fonte: Fast Company


Portal da Liderança


Nan RussellNan Russell  é oradora e autora (“Trust, Inc.: How to Create a Business Culture that Will Ignite Passion, Engagement, and Innovation”, Career Press, 2014). Escreve para a PsychologyToday.com sobre confiança no local de trabalho e consta no “Top 100 Thought Leader in Trustworthy Business 2014”, da Trust Across America.