Lições de liderança dos atletas olímpicos

Lições de liderança dos atletas olímpicos

Os atletas olímpicos centram-se naquilo para que se preparam durante anos: a competição em si. Uma autêntica lição de liderança para muitos responsáveis corporativos.

Os atletas olímpicos são os melhores naquilo que fazem. O percurso percorrido para chegarem às Olimpíadas é longo e difícil. São quatro anos de entrega total. Um propósito inabalável de competir. A capacidade de colocar tudo de lado e ter um excelente desempenho. Na nossa empresa, quer nos encontremos numa posição de liderança ou num cargo intermédio, há lições que podemos aprender com os atletas que participam nos Jogos Olímpicos – seguem-se cinco passíveis de serem aplicadas em ambiente corporativo.

1 - Visualizar. Os atletas olímpicos têm um objetivo: conseguir a medalha. Alguns consideram que estar no pódio é a derradeira realização – independentemente do material da medalha. Outros fixam a meta no ouro. Qualquer que seja o objetivo, estes desportistas visualizam o fim. Podem vê-lo, imaginá-lo, senti-lo. E no seu caso – o que visualiza no cargo de líder? Qual é o aspeto do fim quando chegar lá? Defina-o, crie um plano para o alcançar, e “corra atrás”.

2 - Contar com uma equipa de confiança. Durante a cerimónia da entrega das medalhas só vemos o atleta que ganhou o ouro, prata ou bronze. Não vemos a comitiva que o ajudou a subir ao pódio – os pais que o apoiaram; a equipa de treinos; os patrocinadores… Ou seja, os atletas olímpicos não o conseguem sozinhos. Rodeiam-se de uma equipa. Enquanto líder, é o treinador, e os funcionários são os seus atletas olímpicos. Confia na sua equipa para ir atrás da medalha de ouro? Quais os recursos de que os seus colaboradores precisam para ter sucesso – está a fornecer esses recursos?

3 - Identificar o melhor e aprender. Os atletas olímpicos costumam, quando questionados sobre o seu sucesso, citar as suas inspirações – muitas são desportistas antes do seu tempo e que lhes mostraram o caminho. Os antigos atletas olímpicos que inspiram as novas gerações estão muitas vezes para serem mentores dos que querem ganhar o ouro. Nas suas funções, quem são os seus heróis e modelos? O que pode aprender com eles e incorporar na sua rotina de liderança? Quer seja um atleta olímpico ou um líder, todos nós precisamos de desenvolvimento profissional. Rodeie-se de pessoas que conseguem fazer aquilo que não consegue.

4 - Fazer a preparação. Os atletas olímpicos fazem aquecimento nos treinos e antes da competição. Também o deveria fazer. É importante preparar-se, quer esteja a caminho de uma reunião, vá fazer um discurso, ou tenha em vista uma oportunidade de vendas, ou simplesmente para começar o seu dia. Embora o tipo de aquecimento seja diferente para cada um dos cenários, os benefícios são os mesmos. A preparação coloca tudo em perspetiva, ajuda a aliviar o stress, limpa a mente, ajuda a aprimorar as suas capacidades e reforça a confiança.

5 - Nunca desistir. Pergunte a qualquer atleta qual a situação com um medalhado de ouro de que se lembra melhor e provavelmente irá ouvir que foi o famoso salto da ginasta americana Kerri Strug nos Olímpicos de Atlanta em 1996 – mesmo após uma lesão dolorosa no tornozelo – a fim de conquistar a medalha de ouro para o seu país, o que conseguiu. Quando se olha para os bastidores da construção de um campeão, encontra-se uma determinação que poucos conseguem dominar, mas a um nível que todos deveríamos aspirar. Os atletas olímpicos pura e simplesmente não desistem.

Os atletas olímpicos visualizam, montam uma equipa, gizam um plano e vão à luta. Só temos a aprender com eles. 

Fonte: Y Scouts 

05-08-2016


Portal da Liderança